quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

O regresso da Filigrana!





Ficha técnica:
                                    
Título: Filigrana e os descobrimentos da saudade
Autor: Miguel Midões
Ilustrações de Rute Bastardo
Edição: Poética Edições, Dezembro de 2014
Páginas: 32
Encadernação: capa dura
Formato: 20cmx20cm
ISBN: 978-989-99187-3-3
PVP: 14,00€ | preço de lançamento: 12,60€

Leitura acompanhada: a p. 5 anos
Leitura autónoma: a p. 7 anos





Depois do sucesso e das duas edições do livro "Filigrana e o consílio dos gatos" (Chiado Editora, 2012) chegou a vez de dar vida a "Filigrana e os descobrimentos da Saudade"!
Dezembro acolhe os primeiros lançamentos desta nova obra, editada sob a chancela da Editora Poética. Desta vez, numa viagem hilariante, Filigrana procura descobrir o significado de um sentimento que a invade há longo tempo: a saudade! É por mar que chega a Portugal e é nas cores deste país que descobre tão nobre sentimento e decide partilhá-lo com miúdos e graúdos!



Miguel Midões tem 32 anos e é natural do Luso, concelho da Mealhada.
Doutorando em Ciências da Comunicação, na Universidade de Coimbra, centra a sua investigação na rádio e na participação cívica.
Mestre em Ciências da Comunicação pela UTAD e licenciado em Comunicação Social pelo Politécnico de Coimbra.
É jornalista, sendo correspondente na TSF, em Coimbra e Aveiro. 
Em 2012 lançou o seu primeiro livro infantil: "Filigrana e o Consílio dos Gatos". Agora, sob a chancela da Editora Poética deu vida a "Filigrana e os descobrimentos da Saudade".
É também formador na área da Comunicação e Marketing.



Rute Bastardo nascida em Vila Real, ingressa na sua juventude no ensino secundário em artes e posteriormente dá entrada no curso de Design de Comunicação na ESAD (Escola Superior de Artes e Design).

Iniciou-se na Porto Editora na área da multimédia, desenvolvendo técnicas de ilustração, animação e paginação. Actualmente, para além das funções de docente universitário, é designer e ilustradora freelancer, desenvolvendo trabalho nos mais variados campos. Na área da ilustração infantil, iniciou-se em 2012 e já conta com mais de 10 livros ilustrados.


terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Desvendando o mistério!





Ficha técnica:
                                    
Título: O mistério dos sonhos roubados
Autora: Lídia Borges
Ilustrações de Manuela Rocha
Edição: Poética Edições, Dezembro de 2014 
Páginas: 48
Encadernaçãocapa dura
Formato: 26cmx20cm
ISBN: 978-989-99187-4-0
PVP: 15,60€ | Preço de lançamento: 14€
Leitura acompanhada: a p. 6 anos
Leitura autónoma: a p. 8 anos


--

Obra inédita, galardoada com o 2º lugar do Prémio Matilde Rosa Araújo em 2007

-- 

Nem a chuva nem a distância desencorajavam os primos, Rui e Francisco, na sua importante missão - desvendar o mistério dos sonhos roubados. Quem se atrevia a destruir o prazer de ler, levando-lhe as personagens, deixando os livros silenciosos?

"Então, o Aladino falou-lhe de um monstro da espécie dos Cabeçasocas, conhecidos por habitarem o Reino da Ignorância. Segundo o Aladino, tratava-se de um ladrão que roubava as personagens dos livros e as aprisionava num lugar secreto, longe do mundo das Letras e dos Sonhos. Contava-se que as obrigava a trabalhar noite e dia, a tecer tristezas e sombras que comia ao almoço, ao lanche e ao jantar."

--

Lídia Borges, pseudónimo de Olívia Maria Barbosa Guimarães Marques, nasceu em Braga, em Novembro de 1956. Professora do Ensino Básico, foi no contacto com as crianças que melhor entendeu a poesia e foi para elas que começou a escrever contos e pequenos poemas, desde muito cedo. Um desses contos, o que agora se publica com título "O mistério dos sonhos roubados", foi premiado no Concurso Matilde Rosa Araújo, em 2007.
É pós-graduada em Teoria da Literatura/Estudos Lusófonos e desenvolveu uma tese de mestrado na área de Literatura Infanto-Juvenil, na Universidade do Minho. A poesia esteve sempre no centro das suas preferências literárias não só enquanto leitora mas também como autora. Para além da obra “Sementes Daqui”, obra vencedora do Concurso Literário Maria Ondina Braga / Poesia 2013, dada à estampa também pela Poética Edições, Lídia Borges é ainda autora do livro de poesia “No Espanto das Mãos: O Verbo” ( Lua de Marfim Editora, 2011). É autora do blogue Searas de Versos (http://searasdeversos.blogspot.pt/).


Manuela Rocha: Nascida a 2 de Maio de 1990 é natural da cidade de Braga. Apaixonou-se cedo pelo mundo das artes.
 Na universidade a primeira aposta foi Design Gráfico no IPCA, e durante os 3 anos do curso apercebeu-se que aquilo que realmente queria era Ilustração e por isso realizou mestrado em Ilustração e Animação nessa mesma instituição. 
Em Abril de 2012 fez a ilustração do primeiro livro com título "A casinha do Senhor Vento",da autora Mª do Ceú Nogueira. Ilustrou também um livro de Claudia Paixão "Um grãozinho de areia", que em Agosto de 2013 foi adaptado para o formato interactivo (tablets). 
Em Outubro de 2013 edita "O pinguim Pingalim e o leão Tião", com texto de Lurdes Breda e música e narração de João Conde. Um ano depois é publicado o livro "O Gelado de Múkua da Mamita", da autoria de Domingas Monte e à venda também em África.
A sua ilustração tem vindo a crescer e isso é fruto de um trabalho contínuo e também da sua enorme paixão pela ilustração infantil.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Primeiro livro de poesia de Vera de Vilhena, pela Poética: Fora do Mundo


Vera de Vilhena 

Fora do Mundo
2009-2014

Ilustrações de Vanessa Bettencourt

"Preciso de me lembrar,
Como quem anota uma tarefa num post it: 
Visitar o outro mundo de vez em quando."

[Excerto]

O MISTÉRIO DOS SONHOS ROUBADOS




"O mistério dos sonhos roubados", de Lídia Borges Ilustrações deManuela Rocha (ilustração) 

*Obra inédita, galardoada com o 2º lugar do Prémio Matilde Rosa Araújo em 2007.

Apresentação da obra a cargo de Gracinda Castanheira 

--

Nem a chuva nem a distância desencorajavam os primos, Rui e Francisco, na sua importante missão - desvendar o mistério dos sonhos roubados. Quem se atrevia a destruir o prazer de ler, levando-lhe as personagens, deixando os livros silenciosos?

"Então, o Aladino falou-lhe de um monstro da espécie dos Cabeçasocas, conhecidos por habitarem o Reino da Ignorância. Segundo o Aladino, tratava-se de um ladrão que roubava as personagens dos livros e as aprisionava num lugar secreto, longe do mundo das Letras e dos Sonhos. Contava-se que as obrigava a trabalhar noite e dia, a tecer tristezas e sombras que comia ao almoço, ao lanche e ao jantar."



Atenção pequenada!

Quase a chegar! 



sábado, 25 de outubro de 2014

Próximo lançamento




Ficha técnica:
                     
Título: Presos a um sopro de vento
Autor: Eufrázio Filipe
Edição: Poética Edições, Novembro de 2014
Páginas: 64
Encadernação: capa mole
ISBN 978-989-98509-8-9
PVP: 12,90€

--

Eufrázio Filipe, inscrito na Associação Portuguesa de Escritores. Participou em várias colectâneas de Poesia, foi colaborador de várias publicações: República (Lisboa), Suplemento Diário de Lisboa, A Opinião (Porto), Noticias da Amadora (Amadora), Jornal do Centro (Coimbra), Independência D'Águeda (Águeda), Libertação (Aveiro). Foi director da revista "Movimento Cultural", da Associação dos Municípios do Distrito de Setúbal, Revista Poder Local.

Obras Editadas: Poemas Para Quem Quiser (Poesia, 1969/75 edição do autor, 1976); A Secular Barca do Zé (Contos, Plátano Editora, 1978); A Linguagem dos Espelhos (Poesia, Livros Horizonte, 1982); Espelho das Viagens (Romance, Plátano Editora, 1982); Vagarosos Instantes (Poesia, Barca Nova Editor, 1984); Mar Arável (Poesia, Livros Horizonte, 1988); A Profanação das Metáforas (Poesia, Outra Banda, 1994); A Inocência dos Murais (Poesia, Estuário Publicações, 2003); Que Fizeste das Nossas Flores (Poesia, Papiro Editora, 2008); Seixal Somos Todos Nós (Crónicas Políticas, Edição Câmara Municipal do Seixal, 2009); Para Lá do Azul (Poesia, Editora Temas Originais, 2010); Caçador de Relâmpagos (Contos, Âncora Editora, 2010); Chão de Claridades (Colectânea de Poesia 2008/2012, Lua de Marfim, 2013).

28.10 | Teatro Municipal de Bragança


Apresentação da obra pela escritora Hercília Agarez


quinta-feira, 18 de setembro de 2014

"Espaço livre com barcos", de Graça Pires






--

Eu te baptizo em nome do mar,
disse minha mãe com barcos na voz.
E as ondas enlearam nas águas o meu nome,
abrindo nas fendas do corpo um impulso
salgado que me brandiu o sangue.
Sei agora que há âncoras afogadas
nos meus olhos: nítido eco de todas as demandas.

Graça Pires, in "Espaço livre com barcos"

--

Graça Pires (Figueira da Foz, 1946) editou o seu primeiro livro em 1990, depois de ter recebido o Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores com o livro "Poemas". Depois disso publicou mais de uma dúzia de livros de poesia, muitos dos quais premiados. É licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Obras publicados:

Poemas. Lisboa: Vega, 1990
Outono: lugar frágil. Fânzeres: Junta de Freguesia da Vila de Fânzeres, 1993
Ortografia do olhar. Lisboa: Éter, 1996
Conjugar afectos. Lisboa: Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas, 1997
Labirintos. Murça: Câmara Municipal de Murça, 1997
Reino da Lua. Lisboa: Escritor, 2002
Uma certa forma de errância. Vila Nova de Gaia: Ausência, 2003
Quando as estevas entraram no poema. Sintra: Câmara Municipal, 2005
Não sabia que a noite podia incendiar-se nos meus olhos. Ed. autor, 2007
Uma extensa mancha de sonhos. Fafe: Labirinto, 2008
O silêncio: lugar habitado. Fafe: Labirinto, 2009
A incidência da luz. Fafe: Labirinto, 2011
Uma vara de medir o sol. São Paulo: Intermeios, 2012
Poemas escolhidos: 1990-2011. Ed. Autor, 2012
Caderno de significados. Póvoa de Santa Iria: Lua de Marfim, 2013

Prémios recebidos:

Prémio Revelação de Poesia da Associação Portuguesa de Escritores, com Poemas (1988)
Prémio Nacional de Poesia Sebastião da Gama, com Labirintos (1993)
Prémio Nacional de Poesia da Vila de Fânzeres, com Outono: lugar frágil (1993)
Prémio Nacional de Poesia 25 de Abril, com Ortografia do olhar (1995)
Grande Prémio Literário do I Ciclo Cultural Bancário do SBSI, com Conjugar afectos (1996)
Concurso Nacional de Poesia Fernão Magalhães Gonçalves, com Labirintos (1997).
Prémio Literário Maria Amália Vaz de Carvalho, com Uma certa forma de errância (2003)
Prémio Literário de Sintra Oliva Guerra, com Quando as estevas entraram no poema (2004)





"Relevos" no Porto




quarta-feira, 6 de agosto de 2014

IV ENCONTRO DE ESCRITORES TRANSMONTANOS




FEIRA DO LIVRO EM MACEDO DE CAVALEIROS

Sob a organização da Poética decorre nos dias 13, 14 e 15 A Feira do Livro de Macedo de Cavaleiros, que conta com o apoio da autarquia macedense.

Três autores animarão os três dias de certame com os seus livros, um deles autor da Poética Edições, Rui Miguel Fragas.

Destaque também para a presença de Paulo Patoleia, que apresenta o seu recente livro "Rostos Transmontanos", um livro de fotografia que regista as "rugas" de um povo que se vem superando ao longo das décadas.

No último dia espaço para o encontro com as crianças, com a autora Kioka, pseudónimo de Sandra Banrezes.


sexta-feira, 4 de abril de 2014

POÉTICA EDIÇÕES LANÇA LIVRO SOBRE RAUL REGO



"A minha geração foi uma das sacrificadas. Espero que o meu sacrifício aproveite à paz e progresso de meus filhos."
Raúl Rêgo, 1973

No próximo dia 13 de Abril, pelas 16h00, terá lugar em Morais, Macedo de Cavaleiros, o lançamento da obra “Raúl Rêgo - o Jornalista e o Político”.
A obra é da autoria da historiadora Natália Neves dos Santos, que sob a orientação do Professor Doutor Luís Reis Torgal (autor do prefácio da obra final que agora se publica) apresentou, em 2007, uma dissertação de mestrado sobre o transmontano que, como sublinha a autora, “desenvolveu uma vasta actividade profissional na imprensa, como jornalista, sofrendo, diariamente e durante décadas, o peso da censura que sufocou o país até à Revolução dos Cravos.”
Esta é, pois, uma obra cujo sentido que sempre faria assume um enfatizado simbolismo no ano em que se comemora o 40.º aniversário do 25 de Abril.
A apresentação da obra será feita pelo Professor Luís Reis Torgal, e decorrerá no âmbito de uma homenagem que a Nordeste Global - Associação Cívica, Cultural, Social e de Desenvolvimento Regional está a preparar, e que terá lugar no dia 13 de Abril, a partir das 15h00, na terra natal de Raúl Rêgo.
Este é o quinto título editado pela Poética Edições, o primeiro fora do âmbito da poesia, e marca de forma irreversível um novo ciclo no percurso deste jovem projecto editorial transmontano.


*

“Poder-se-á dizer que, neste momento, em que a política é mais uma conquista e manutenção do poder, de tipo maquiavélico, em defesa dos inconfessados interesses privados ou de um capitalismo escondido e sem preocupações sociais, do que uma acção de cidadania em luta pela comunidade, nos faltam personalidades como Raul Rego. Os intelectuais desistiram de lutar perante o pragmatismo dos políticos de obediência partidária e a poderes financeiros. Perderam muitas vezes a consciência social e deixaram-se guiar apenas pelo institucionalismo que nos rodeia. Precisávamos, pois, de muitos homens como Raul Rego.
Celebrar o 25 de Abril é, pois, abrir as portas à consciência crítica e à esperança. Por isso, recordar personalidades como Raul Rego é cantar outra vez os cânticos de Liberdade, de Igualdade e de Fraternidade. Com realismo e não como uma mera ladainha de populismo e de espectáculo, que caracteriza estes tempos sombrios.”

Luís Reis Torgal
(Excerto do Prefácio)


Ficha técnica:
                           
Título: Raúl Rêgo - O Jornalista e o Político
Autora: Natália Neves dos Santos
Edição: Poética Edições, 13 de Abril de 2014
Páginas: 342
Encadernação: capa mole com badanas
ISBN: 978-989-98509-4-1
PVP: 17.50€

"SEMENTES" NA LER DEVAGAR


sábado, 18 de janeiro de 2014

LÍDIA BORGES NA POÉTICA




Lídia Borges, pseudónimo de Olívia Maria Barbosa Guimarães Marques, nasceu em Braga, em Novembro de 1956. Professora do Ensino Básico, foi no contacto com as crianças que melhor entendeu a poesia e foi para elas que começou a escrever contos e pequenos poemas, desde muito cedo. Um desses contos foi premiado no Concurso Matilde Rosa Araújo, em 2007.
É pós-graduada em Teoria da Literatura/Estudos Lusófonos e desenvolveu uma tese de mestrado na área de Literatura Infanto-Juvenil, na Universidade do Minho. A poesia esteve sempre no centro das suas preferências literárias não só enquanto leitora mas também como autora. Para além desta obra dada agora à estampa pela Poética Edições, Lídia Borges é também autora do livro de poesia “No Espanto das Mãos: O Verbo” ( Lua de Marfim Editora, 2011).
É autora do blogue Searas de Versos (http://searasdeversos.blogspot.pt/). 

Maria João de Carvalho Martins, nasceu em Oeiras a 23 de Fevereiro de 1964. É licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem de São João no Porto e reside desde 1998 em Esposende. Embora desde muito cedo sinta uma especial vocação pela escrita, só em 2008 resolveu entrar na blogosfera com “ Pequenos Detalhes” (http://mariaescrevinha.blogspot.pt/ )onde edita regularmente os seus trabalhos, particularmente poesia. É autora do livro de poesia “Do outro lado do espelho” (Lua de Marfim Editora, 2011)

Ana Paula Mateus nasceu a 16 de julho de 1964, na Póvoa de Varzim, cidade onde até hoje reside.
Licenciada em Ensino de Português e Francês pela Universidade do Minho e com Mestrado em Teoria da Literatura, na variante de Literaturas Lusófonas, exerce funções docentes na Escola Secundária Eça de Queirós.
Em 2007 cria o blogue De Profundis que terá sido o primeiro passo para a certeza da escrita. Em 2009 ganha o 1º Prémio, na categoria “Docentes”, no concurso literário Dar Voz à Poesia, de âmbito nacional e abrangendo também os países lusófonos, com o poema “Um Punhado de Palavras”. Em Fevereiro de 2011 vence o Concurso Literário Correntes D’Escritas / Fundação Dr. Luís Rainha com a obra Sete Estórias do Vento Salgado, publicada em julho de 2011. No mesmo ano foi cronista convidada do jornal local O Comércio da Póvoa.
Em 2013 integra como autora, a Antologia poética Audaz Fantasia, com o poema “A Oratória do Silêncio”.

Virgínia do Carmo nasceu em 1973. É licenciada em Comunicação Social e autora dos livros “Tempos Cruzados” (poesia, Pé de Página Editores, 2004), “Sou, e sinto” (poesia, Temas Originais, 2010) e “Uma luz que nos nasce por dentro” (contos, Lua de Marfim Editora, 2012).