quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Novo livro de poesia de Lídia Borges

Depois de "Sementes Daqui" (Poética Edições, 2013), obra vencedora do Prémio Maria Ondina Braga 2013, surge "Baile de Cítaras", um rodopio de sentires que nos baila por dentro.

O lançamento será no dia 7 de Novembro, pelas 15h30, na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga.



Lídia Borges, pseudónimo de Olívia Maria Barbosa Guimarães Marques, nasceu em Braga, em Novembro de 1956. Professora do Ensino Básico, foi no contacto com as crianças que melhor entendeu a poesia e foi para elas que começou a escrever contos e pequenos poemas, desde muito cedo. Um desses contos foi premiado no Concurso Matilde Rosa Araújo, em 2007, tendo sido dado à estampa pela Poética Edições em 2014, com o título “O mistério dos sonhos roubados”.
É pós-graduada em Teoria da Literatura/Estudos Lusófonos e desenvolveu uma tese de mestrado na área de Literatura Infanto-Juvenil, na Universidade do Minho. A poesia esteve sempre no centro das suas preferências literárias não só enquanto leitora mas também como autora. Para além da obra “Sementes Daqui”, obra vencedora do Concurso Literário Maria Ondina Braga / Poesia 2013, publicada também com a chancela da Poética Edições, Lídia Borges é ainda autora do livro de poesia “No Espanto das Mãos: O Verbo” ( Lua de Marfim Editora, 2011). É autora do blogue Searas de Versos (http://searasdeversos.blogspot.pt/). 

Paulo M. Morais é um dos finalistas do Prémio Leya




Paulo M. Morais nasceu em Fevereiro de 1972 e cresceu nos arredores de Lisboa, entre futebóis, livros e filmes. Licenciado em Comunicação Social, faz tradução de romances e escreve para a imprensa e internet.
Cumpriu um sonho de juventude ao fazer crítica de cinema. Um dia pôs uma mochila às costas e realizou outro sonho: dar a volta ao mundo. Ao regressar da viagem, especializou-se nos temas da gastronomia e das viagens.
Quando se aventurou pela escrita de romances, nunca mais deixou de ficcionar personagens e histórias. Em 2013, publicou  Revolução Paraíso, pela Porto Editora, romance passado nos tempos do pós-25 de Abril. Em 2014 publicou Estrada de Macadame, em formato digital com a chancela Coolbooks. Em 2015 foi finalista do Prémio Leya, com a obra "Seja Feita a Vossa Vontade".